Home / Geral / Reinicia obra do PAC da Nova Brasília

Reinicia obra do PAC da Nova Brasília

Na manhã desta quarta-feira (07), o prefeito Jonas Paegle acompanhou o reinício das obras de implantação dos túneis subterrâneos, previstos para a obra do PAC, no bairro Nova Brasília. A empresa Catedral assumiu o compromisso com a Prefeitura de Brusque de finalizar a primeira parte da obra em 60 dias.

De acordo com o engenheiro do Departamento Geral de Infraestrutura (DGI), Rafael Kniss, essa fase dos trabalhos compreende a conclusão da implantação dos túneis e a ligação dos equipamentos nas tubulações existentes, com a construção de caixas de passagem.

Ao todo, restam 59,5 metros de extensão para a finalização do túnel de 2,60 metros de diâmetro, que interliga os dois pontos da rua Osvaldo Niebhur. Já para o túnel de 1,60 metros de diâmetro que interligará a Rodovia Antônio Heil até a rua Ivandro Bruns, restam 38,5 metros de extensão.

Com o término da implantação dos anéis metálicos e a ligação das peças nas tubulações existentes, os transtornos causados na localidade por conta dos alagamentos serão minimizados. “Sabemos da importância dessa obra e estaremos juntos com a comunidade fiscalizando cada passo dos serviços. Em 30 dias voltaremos a nos reunir com os moradores, para avaliar os avanços da obra”, frisa Paegle.

A empresa Catedral, responsável pelas obras, se comprometeu a iniciar os trabalhos nesta quarta-feira (7) e, agora, segundo a diretora do Departamento Geral de Infraestrutura, Andréa Patrícia Volkmann, a expectativa é de que em 60 dias a primeira parte da obra, correspondente ao túnel, seja realizada. “Depois disso, a expectativa é de que em 15 dias sejam feitas as galerias”.

O prefeito destacou aos moradores que desde o início deste ano a administração tem procurado resolver essa situação que se arrasta há alguns anos. “É um convênio de 2011, que teve vários contratempos, e também foi muito prejudicado em razão de problemas com a empresa contratada e decisões equivocadas de gestões passadas. Mas assumimos essa situação com muita atenção e respeito aos moradores para que o bairro não sofra mais os impactos das enchentes”, disse.

O vice-prefeito Ari Vequi comenta que por inúmeras vezes esteve visitando a obra e cobrando soluções da empresa responsável. Ele ressaltou que, caso houvesse um rompimento com a Catedral, a obra voltaria à estaca zero praticamente, já que novos processos licitatórios seriam necessários, o que demandaria tempo e voltaria a prejudicar a comunidade. Por isso, em consenso com os moradores, foi entendido que a melhor alternativa era dar um voto de confiança para que a empresa realizasse os trabalhos.

“A nós, do poder público, e também vocês, da comunidade, caberá a fiscalização. Vamos acompanhar de perto, com um fiscal todos os dias, para garantir a qualidade dessa obra, para que a comunidade da Nova Brasília não volte a sofrer com os problemas de enchentes”, observa.

Uma nova reunião entre membros do Executivo e representantes do bairro será realizada em 30 dias para avaliar o andamento da obra. O presidente da Associação de Moradores do Bairro Nova Brasília (Amonbra), Marciel Grimm, também avaliou como positivo o encontro.

“Vimos aqui uma abertura muito grande do poder público, por meio do prefeito e vice, para dar uma satisfação à população. Sabemos que essa administração pegou essa situação como uma herança, mas é importante vermos que estão em busca de resolver os problemas. A Amonbra vai cobrar para que tudo que foi discutido aqui seja realizado, para que finalmente a população do bairro Nova Brasília volte a ter um pouco mais de tranquilidade”, afirma.

Veja Também

Prefeitura interdita rua Libério Benvenutti

A Prefeitura de Brusque, por meio da Secretaria de Trânsito e Mobilidade – Setram, informa ...

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.