Home / Economia / Pronegócio atinge um milhão de peças comercializadas

Pronegócio atinge um milhão de peças comercializadas

Quando a movimentação das araras sessou, no final da tarde desta sexta-feira, 23 de agosto, era sinal de que a 50ª Pronegócio Alto Verão 2020 chegava ao fim. A edição de ouro da rodada de negócios de confecção organizada pela Associação das Micro e Pequenas Empresas de Brusque e Região (AmpeBr) com o apoio do Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas de Santa Catarina (Sebrae-SC) terminou, deixando em todos os participantes, diretoria, staff, fabricantes e também clientes, um mesmo sentimento: de missão cumprida. Foram cinco dias de grande movimentação no Pavilhão de Eventos Maria Celina Vidotto Imhof, local que foi transformado em um ambiente minuciosamente pensado e planejado para garantir conforto em um cenário propício à realização das negociações, com todos os elementos e tecnologia necessários à disposição de clientes e fabricantes. Todos os detalhes que marcaram esta 50ª edição da Pronegócio foram importantes no resultado final da rodada, que atingiu um milhão de peças comercializadas. “Chegamos no último dia com a sensação de dever cumprido. Estamos muito contentes com os números alcançados e tivemos uma programação diferenciada esta semana, justamente com o intuito de comemorarmos a marca das 50 edições da Pronegócio. Sabemos que no Brasil, evento de moda igual ao nosso, não existe. Os compradores que passaram por aqui nesta semana saíram elogiando muito nosso evento por tudo: pela agilidade de atendimento, o showroom, a logística diferenciada da feira, já que aqui é uma rodada de negócios, onde o comprador tem toda a privacidade para escolher aquilo que ele quer negociar. E isso tudo é o que transforma a Pronegócio no case de sucesso da AmpeBr”, revela o presidente da entidade, Ademir José Jorge.

O resultado final da 50ª Pronegócio, também é reflexo de toda programação que envolveu o evento nesta penúltima semana do mês de agosto. O tradicional Desfile com as marcas participantes da rodada na noite de terça-feira, 20 de agosto, reuniu um público de 550 pessoas no Clube Santos Dumont, e contou com homenagens importantes a clientes, fabricantes e parceiros da Pronegócio ao longo de sua trajetória. Já na noite de quarta-feira, 21, foi a vez de reunir cerca de 400 pessoas, entre compradores, fabricantes e profissionais da moda, na palestra com a estilista carioca Renata Abranchs. Na quinta-feira, 22, o Happy Hour com a participação do Núcleo de Cervejeiros Artesanais da AmpeBr (Nucervarte) também promoveu um momento de confraternização entre os participantes desta edição a rodada.

“Nos sentimos honrados em fazer parte da AmpeBr, entidade que realiza um evento da magnitude da Pronegócio, que contribui tanto para a economia de Brusque e de Santa Catarina. O que queremos é exatamente isto: desenvolvimento econômico, emprego e renda a todos, pois isto certamente refletirá em um lugar melhor para vivermos”, complementa o presidente.

Coleções diferenciadas

Entre os compradores, a satisfação em participar da 50ª Pronegócio foi unânime. Ari Gonçalves e Paula Silveira, da cidade de Cajati (SP), há 18 anos participam das edições da rodada. Com duas lojas na região paulista, eles elogiaram esta edição do evento que, para eles, compensou a vinda para Brusque em diversos aspectos. “Os produtos são excelentes e encontramos qualidade, preço e negócio. Para nós é uma honra participarmos dessa edição de número 50. Queremos continuar com esta parceria e poder prestigiar ainda mais edições”, comenta Paula.

Na avaliação de Gonçalves, os produtos da região Sul acabam se diferenciado dos demais locais do país e isso, aliado ao formato da rodada, é um grande diferencial. “Aqui encontramos muita qualidade, em tecidos, estampas, no acabamento das peças, enfim, são diversos fatores. Antes da Pronegócio íamos nas fábricas, mas passamos a vir para a rodada, que atende nossas necessidades. E é certo: o que encontramos aqui, é venda garantida”, completa.

Vindo de Dourados (MS), a compradora Jacilaine Mochi também garantiu os produtos da coleção Alto Verão 2020. Há três anos ela marca presença nas edições da Pronegócio e leva bons produtos de Santa Catarina para os clientes de suas sete lojas na região sul-mato-grossense. “Compramos sempre os segmentos que nos favorecem, onde temos uma excelente aceitação do público. A AmpeBr nos oferece uma rodada muito organizada, fica muito prático para comprarmos, o que é muito bom, pois vimos que eles pensam no cliente de forma integral, como um todo. Acredito que cada vez mais precisamos inovar, pois o perfil do cliente muda de forma constante, com outras exigências e aqui encontramos produtos que atendem essas necessidades. Sem dúvida saímos daqui com boas expectativas de vendas”, avalia. Segundo ela, as compras feitas nas rodadas da AmpeBr representam de 20% a 30% dos produtos de suas lojas.

Já Mari Munhoz, de Agudos do Sul (PR) estreou na Pronegócio nesta edição e se surpreendeu com a rodada de negócios. “Recebemos um convite por e-mail e viemos para conhecer esta Pronegócio tão famosa. Adoramos as coleções, o ambiente, toda a organização, é incrível. E já nesta nossa primeira participação fizemos negócios com todas as marcas que agendamos. Vamos voltar com toda certeza”, frisou.

O empresário Aristeu Azenha vem de Nova Odessa/SP desde 2006 para a Pronegócio e sempre realiza muitos pedidos com fabricantes dos setores feminino, masculino e infantil. Nesta rodada específica, ele até se empolgou e comprou acima de sua meta. “Agora estou torcendo para termos um final e ano bom em vendas nas lojas. Venho para Brusque em praticamente todas as edições da Pronegócio e a rodada é extremamente importante, por encontrarmos um número expressivo de fabricantes em um mesmo local”, analisa.

Vendas garantidas

Por outro lado, os fabricantes da região de Brusque e de outras cidades de Santa Catarina também saíram satisfeitos com as negociações realizadas ao longo dos cinco dias da 50ª Pronegócio. A empresa Olho Fatal, de Jaraguá do Sul (SC), há uma década tem participado das quatro rodadas anuais de negócio da AmpeBr e mais uma vez alcançou resultados positivos de vendas. “A cada edição da Pronegócio temos um crescimento e isso é muito importante. Aqui temos uma clientela formada, que já conhece nossos produtos, ao mesmo tempo que a cada edição conquistamos novos compradores, o que é incrível. Nesta 50ª Pronegócio, em especial, negociamos também com compradores de outros países, como Bolívia e Costa Rica, que se interessaram pelos nossos produtos, e assim saímos daqui com vários negócios engatilhados e a oportunidade de mais um mercado, através da exportação”, detalhou Ana Lucia Ehmke.

Segundo Ana, outro diferencial para a empresa nesta edição foi uma nova linha de produtos, plus size, que agregou ainda mais nas vendas. “Os próprios clientes da linha tradicional nos solicitavam essas peças e agora temos mais uma linha, que foi um sucesso nesta 50ª Pronegócio. Além disso, a nossa participação no Desfile de Moda mostrou o DNA da marca e no dia seguinte tivemos ótimas negociações em função do resultado do desfile, que para nós é sempre muito válido, pois dá uma grande visibilidade para as nossas marcas. Agradecemos mais uma vez pela oportunidade de fazer parte da Pronegócio e em novembro estaremos aqui”, enfatizou.

Rodada Internacional

Paralela à 50ª Pronegócio a AmpeBr realizou a 3ª Rodada Internacional de Negócios, em parceria com o Sebrae/SC e com as empresas Father e Strateziger. O evento faz parte de um projeto de internacionalização e contou com a presença de lojistas de 30 empresas, vindos da Colômbia, Paraguai, Equador, Chile, Bolívia, México, Guatemala e Costa Rica.

Entre os participantes estava o empresário Mario Jose Crespo Llobet, da Costa Rica. Representando uma loja de departamentos com mais de 85 anos, com distribuição de produtos para todo o país, Llobet elogiou a organização da rodada de negócios e a grande variedade de coleções. Ele conta que a empresa iniciou há poucos anos a importação de produtos catarinenses, com algumas malharias e empresas de cama e banho e vê na Pronegócio uma grande oportunidade de levar ao país produtos do vestuário.

Oscar Olguin veio da Bolívia para participar da rodada internacional, com interesse em negociar todos os segmentos, já que representa uma rede de supermercados com lojas em diversas cidades do país. Suas impressões da rodada foram muito positivas. “É um evento muito completo. E a facilidade de vir para cá e encontrar tudo em um só lugar, tendo a oportunidade de fazer negócios com diversas fábricas, é realmente excelente”, disse.

A brasileira Caren Brandt Heredia mora na Bolívia há 35 anos, e participou pela segunda vez da Rodada Internacional de Negócios da AmpeBr. Com lojas em Santa Cruz de la Sierra, a maior e mais populosa cidade do país, ela elogiou muito a qualidade de moda das coleções apresentadas pelos fabricantes da Pronegócio. “São looks diferenciados e uma qualidade elevada nos produtos que encontramos aqui”, destacou.

O diretor de Exportação da AmpeBr, Marco Ebele, destaca o trabalho de prospecção da entidade e dos parceiros, para trazer clientes internacionais e oportunizar a abertura do mercado de exportação aos associados da entidade. “Nesta rodada contamos com 25 novos clientes e alguns clientes que retornaram para negociar conosco. Para nós é sempre uma satisfação recebermos esses compradores internacionais e mostrarmos o potencial que a AmpeBr tem de também incentivar nossos fabricantes a iniciar suas exportações. As primeiras edições foram mais difíceis, mas hoje, 80% das empresas estão aptas a exportar e as demais, estão se capacitando. A AmpeBr está fazendo novos projetos de capacitação junto ao Sebrae, para as empresas terem esta oportunidade de exportar, e iniciar seus negócios no mercado internacional”, completa.

51ª Pronegócio

Concluída a 50ª Pronegócio, toda diretoria da AmpeBr foca sua atenção para a 51ª Pronegócio, que acontece de 4 a 6 de novembro no Clube Santos Dumont. Na oportunidade, a rodada lançará as coleções Outono/Inverno 2020 de 100 empresas catarinenses.

Veja Também

Começa nesta semana pagamento de R$ 500 por conta do FGTS

A Caixa Econômica Federal inicia nesta semana o pagamento de até R$ 500 por conta ...

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.