Domingo, 05 de Dezembro de 2021
30°

Pancada de chuva

Brusque - SC

Esportes Blog do Rodrigo

Rodrigo Santos: A hora da verdade, com os melhores em campo

Semifinais do catarinense começam neste final de semana com promessa de equilíbrio

29/04/2021 às 15h24
Por: Redação
Compartilhe:
Rodrigo Santos: A hora da verdade, com os melhores em campo

Sobraram quatro para brigar pelo título estadual. Três deles já eram esperados, Chapecoense, Brusque e Avaí, pela posição que estão no cenário nacional e investimento. O Marcílio Dias volta a disputar uma semi depois de mais de 20 anos após vencer o confronto mais aberto das quartas: o Juventus tinha feito a tarefa de casa na primeira fase e conquistado o quarto lugar, ainda que não estivesse jogando um grande futebol. Tinha fragilidades. O Marinheiro ganhou as duas.

As duas semifinais são como um xadrez com suas peças no tabuleiro. Em Chapecoense x Marcílio, temos o confronto do time que teve disparado a melhor campanha, mas que meio que deu uma segurada no seu ritmo, contra um time que entra na semi sem nenhum tipo de pressão e com muita motivação. A Chape tem treinador novo (que já foi pro estaleiro, precisou de cirurgia), mas carrega consigo o DNA de Umberto Louzer, com a defesa bem estruturada e fortes jogadas de transição. O Marcílio Dias tem um time bem equilibrado, e no encontro entre os dois aconteceu um empate em Itajaí.

Mesmo assim, a Chape tem um conjunto maior, mais possibilidades de alternâncias e um artilheiro que vive em estado de graça. Dizer que o time verde não é o favorito seria um absurdo.

Em Avaí x Brusque a história é diferente. São times que jogarão o mesmo campeonato brasileiro, trazem consigo boas campanhas na primeira fase. O Avaí ainda busca um equilíbrio. Tomou cinco gols na fase inicial, sendo dois do Brusque e dois da Chape. Tem aquela questão do time reativo de Claudinei Oliveira. O Brusque de Jerson Testoni tem um ataque bem mais positivo (19 gols marcados contra 10), não abre mão do esquema com três atacantes e apenas um meia, mas vejo uma falta de objetividade e dificuldade quando Thiago Alagoano está marcado. O treinador brusquense até tentou uma opção que deu certo com Alex Ruan, mas no jogo contra o Joinville, deixou no banco para colocar o limitado Bruno Alves. O time não rendeu.

Aqui temos um confronto aberto, e lembrando que o Brusque joga pelos dois resultados iguais. No encontro da primeira fase, o Avaí teve um primeiro tempo muito melhor, mas pecando demais em finalizações, enquanto que no segundo tempo a situação virou e Junior Pirambu fez dois gols para carimbar a vitória. Ambos possuem fragilidades defensivas: o Avaí, mesmo com seis gols tomados até agora, não tem um goleiro bom, enquanto que a linha de zaga do Brusque mostra falhas. No meio, o Avaí gostar de povoar o espaço, enquanto o Brusque tem um cão de guarda chamado Rodolfo, com Zé Mateus correndo mais a frente e Alagoano como homem decisivo. Na frente, o Leão procura uma formação titular ideal. Já o Bruscão tem há tempos o trio Garcez-Pirambu-Alex Ruan ou Bruno Alves, que ainda tem muito o que evoluir.

Ambos passaram com relativa tranquilidade pelas quartas-de-final. Agora o buraco é mais embaixo, com times fortes e respeito mútuo. 

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Rodrigo Santos
Rodrigo Santos
Sobre O esporte catarinense em primeiro lugar, com informações e análises aprofundadas!
Brusque - SC Atualizado às 13h20 - Fonte: ClimaTempo
30°
Pancada de chuva

Mín. 19° Máx. 30°

Seg 27°C 19°C
Ter 28°C 18°C
Qua 29°C 16°C
Qui 28°C 17°C
Sex 31°C 19°C
Horóscopo
Áries
Touro
Gêmeos
Câncer
Leão
Virgem
Libra
Escorpião
Sagitário
Capricórnio
Aquário
Peixes
Ele1 - Criar site de notícias