Quarta, 14 de Abril de 2021
(47) 98909-6266
Geral Quirino Ribeiro

Executivo e Legislativo buscam soluções

Auxílio Emergencial, a situação econômica do Brasil e a PEC Emergencial, votada no Congresso, estão na pauta prioritária

03/03/2021 09h47 Atualizada há 1 mês
Por: Redação
Executivo e Legislativo buscam soluções

EXECUTIVO E LEGISLATIVO BUSCAM SOLUÇÕES

No último domingo o presidente Jair Bolsonaro, se reuniu com os presidentes da Câmara e do Senado, Arthur Lira (PP-AL) e Rodrigo Pacheco (Dem-MG), além dos ministros Paulo Guedes, Eduardo Pazuello, Luiz Eduardo Ramos e Braga Netto. Entre os temas o Auxílio Emergencial, a situação econômica do Brasil e a PEC Emergencial, votada no Congresso.

 

HARMONIA

Bolsonaro garantiu que o parlamento tem trabalhado em harmonia para o enfrentamento contra a Covid-19. “Trocamos impressões, apresentamos sugestão de pautas da pandemia, saúde, economia e reformas do Estado, para os presidentes da Câmara e do Senado, e podem ter certeza absoluta: o clima é o melhor possível e imperará a harmonia entre nós”.

 

MORTES PELA COVID-19
Sobem 71% no primeiro bimestre. Enquanto o mês de março começa com recordes consecutivos na média móvel de mortes por Covid-19, janeiro e fevereiro deixaram como legado um salto de 71% no número de óbitos pela doença, comparado ao bimestre anterior. Os dados reforçam os indicativos de que a pandemia de coronavírus se acelerou no país. E especialistas afirmam que a variante de Manaus é um fator minoritário na piora do cenário.

 

A EXPLOSÃO DA MORTALIDADE NO BRASIL
A razão de mais de 60 mil vidas perdidas em 2021 é explicada por uma conjunção de fatores. Em especial, as festas de Natal e réveillon. “Estamos pagando por isso agora, e vamos pagar pelo carnaval também, por um bom tempo”, afirma epidemiologista Paulo Lotufo, professor da Faculdade de Medicina da USP. Só no último domingo (28) o Brasil registrou a pior média de mortes por Covid-19 em toda a pandemia. Levando em consideração dados federais e estaduais, em média, 1.208 mil pessoas morreram vítimas da doença nos últimos sete dias.

RODRIGO PACHECO
O Presidente do Senado afirmou que o combate ao novo Coronavírus, incluindo a vacinação e a recuperação econômica, é o foco principal do governo. “É um enfrentamento seguro, ágil e inteligente da pandemia, com a disponibilização de vacinas, evidentemente. É a expressão daquele manifesto que fizemos em conjunto nas duas Casas legislativas, e a recuperação econômica do Brasil, que é algo que eu peço que todos os brasileiros acreditem, que nós vamos trabalhar pacificamente para recuperar a economia do Brasil com todos os projetos que sejam necessários para que possamos atingir este objetivo”.

 

ARTHUR LIRA
O Presidente da Câmara dos Deputados confirmou que durante a reunião com o presidente Bolsonaro foi discutida a aprovação, na Câmara e no Senado, do Auxílio Emergencial por quatro meses, e a entrega de vacinas contra a Covid-19. “Essa PEC Emergencial deve ser votada hoje no Senado. A previsão é que seja em torno de R$ 250 por quatro meses, pagando agora em março, abril, maio e junho, com a previsão de que neste período nós tenhamos a oportunidade de criar um programa permanente, como o Bolsa Verde Amarela ou Cidadão, pensando na possibilidade, dependendo das perspectivas, de um valor um pouco maior”.

 

VACINAS
Lira também afirmou que o país tem um calendário já bastante otimista de entrega agora para março de mais ou menos 25 milhões de doses, podendo chegar a 39 milhões. Temos também uma quantidade considerável para abril e maio, e se as perspectivas continuarem acontecendo bem, com a importação de insumos, a fabricação aqui no Brasil e a compra direta, poderemos ter em torno de 140 milhões de doses de vacinas disponíveis para março, abril e maio.

 

AUMENTO PRODUTIVIDADE NAS LAVOURAS
Produtores rurais de Santa Catarina contam com o apoio do Governo do Estado para aumentar a produtividade das lavouras. A partir de 1º de março, a Secretaria de Estado da Agricultura, da Pesca e do Desenvolvimento Rural começou a distribuição de 300 mil toneladas de calcário que deverão ser usados para correção de solo e incremento da produção agrícola. O investimento de R$ 23,6 milhões deve atender mais de 15 mil produtores rurais no estado.

 

ALTAIR SILVA
O Secretário da Agricultura destacou: “Esse apoio é fundamental, e Santa Catarina fazendo com que o agronegócio e a agricultura familiar se fortaleçam cada vez mais. Que nós possamos, através do Programa Terra Boa, gerar oportunidades de renda para o desenvolvimento da economia catarinense e principalmente dos nossos produtores rurais”.

 

A FECOAGRO
Faz a gestão da distribuição de calcário que é uma das linhas de apoio do Programa Terra Boa. Cada agricultor poderá retirar até 30 toneladas do produto. Serão 300 mil toneladas divididas em duas modalidades: via cooperativa ou direto das minas. Se o agricultor optar por retirar o calcário nas cooperativas, ele devolverá o valor no próximo ano com o resultado da colheita.

 

O CALCÁRIO É FUNDAMENTAL
Para correção do solo e aumento de rendimento nos plantios. O calcário deve ser usado após a análise do solo, que irá indicar a quantidade do insumo a ser aplicado. De um modo geral os solos catarinenses são ácidos e o calcário tem grande importância para neutralizar essa acidez, aumentando a disponibilidade e a absorção de nutrientes. Tudo isso implicará no aumento de produtividade na grande maioria das culturas comerciais.

 

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Quirino Ribeiro
Sobre Quirino Ribeiro
Comentários e informações sobre política e economia de Santa Catarina
Brusque - SC
Atualizado às 17h21 - Fonte: Climatempo
25°
Muitas nuvens

Mín. 17° Máx. 26°

25° Sensação
12.5 km/h Vento
64.5% Umidade do ar
0% (0mm) Chance de chuva
Amanhã (15/04)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 16° Máx. 27°

Sol com muitas nuvens
Sexta (16/04)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 15° Máx. 29°

Sol com algumas nuvens
Ele1 - Criar site de notícias