Segunda, 25 de Janeiro de 2021
(47) 98909-6266
Esportes Blog do Rodrigo

Os desafios do Brusque para 2021

Clube vai ter que ser competitivo sem a "herança de 2019"

31/12/2020 09h50 Atualizada há 4 semanas
Por: Redação
Os desafios do Brusque para 2021

O 2021 do Brusque vai começar só lá no final de fevereiro. A Série C, ainda em andamento, traz consigo um processo de mudanças, com parada por causa da pandemia, a lesão do artilheiro do time, saídas de jogadores, problemas de recomposição e um final turbulento de Série C. Mas como não há como remontar tudo e o campeonato está em andamento, vamos olhar para a frente. A próxima temporada vai iniciar lá no campeonato estadual, quando o clube vai ter mais saídas e mais chegadas, e vai passar pela tradicional remontagem de plantel.

O Brusque teve um 2020 vitorioso no primeiro semestre e início da Série C carregando consigo um time encaixado da temporada anterior, com os títulos da Série D e da Copinha. Era um time ajeitado, entrosado e que aproveitou essa vantagem para fazer campanhas bonitas no Estadual e na Copa do Brasil, além de levar a Recopa. Não teve chance na final do Estadual por dois motivos: primeiro, porque pegou uma Chapecoense que se "aproveitou" da pausa da pandemia para se reestruturar e se tornar um time vencedor. E depois, porque perdeu Edu na abertura da Série C e tinha banco de reservas fraco. Sem poder contratar para a decisão, apostou em um tal de Johnny que foi embora tão rápido quanto chegou. Foi uma situação que, naquele caso específico, não havia muito o que fazer. O time mal conseguia chutar a gol.

A derrocada do time a partir do returno da Série C, olhando de uma forma mais abrangente, traz um recado: a herança de 2019 acabou. Se não vejamos: do time campeão em Manaus, Zé Carlos é atualmente reserva, Magrão não está no clube, Cleyton caiu vertiginosamente de qualidade de jogo, Ruan não tem jogado, Fio passou um tempão no DM, Jeferson Renan não voltou jogando o que sabe e Pirambu está no Londrina (apesar de, nesse caso, a reposição ser bem feita com Edu). Daquele grupo, só Edilson, Airton, Zé Mateus (que não jogou a finalíssima mas era titular) e Thiago Alagoano ainda jogam como titulares. Logo, em certas circunstâncias, é necessário abandonar um pouco da emoção. O desafio será bem maior em 2021.

O Brusque entra no Estadual como o atual vice-campeão e sem ser mais uma surpresa. É um time consolidado que ainda briga por acesso à Série B e que fez temporada bem melhor que o Criciúma e o Figueirense, por exemplo. Outra coisa: na Copa do Brasil, é bem provável que o time tenha outra condição: com a subida no ranking da CBF, é bem possível que o Bruscão passe para o pote D, aquele dos times que estreiam fora de casa no campeonato jogando pelo empate. É uma armadilha, já que enfrenta times não ranqueados na primeira fase. Pode vir um time limitado do interiorzão como pode aparecer um daqueles times do interior paulista, gaúcho ou carioca que incomoda os grandes no estadual (vide a Ferroviária, que derrubou o Avaí na primeira fase deste ano).

Eu não tenho dúvida que a reformulação vai ser considerável no prazo de mais ou menos um mês entre a Série C e o Estadual. A diretoria está no mercado (aqui tem um spoiler: Franklin, jogador do Goianésia, já declarou que está vindo para o Brusque) e vai ter que dar uma reestudada geral e completa, desde a comissão técnica até o plantel.

Além disso, fora de campo, o clube vai ter que olhar pro seu umbigo e evoluir: o marketing tem problemas de relacionamento, o plano de sócio-torcedor (que não são sócios estatutários do clube) não é bom (mesmo com a pandemia, clubes como Marcílio Dias e Joinville, na Série D, mantiveram um número muito maior de associados, e com ações bem interessantes, até com campanha de venda de camisas e ainda comercialização de "ingressos virtuais" de partidas). Até o Juventus realizou ações de vendas de alimentos para gerar caixa nesses dias, enquanto o Brusque não faz nada desde a final do Estadual, em setembro. É necessário que o Brusque urgentemente reveja a questão dos associados, para que eles possam realmente fazer parte do dia-a-dia do clube, conforme preconiza o estatuto social. Até camisa faltou pra vender.

A partir do início "oficial" da temporada de 2021, o Brusque passa a viver um novo momento. Todos já olham o clube com outros olhos, e isso aumenta a responsabilidade. Não vai ter mais espaço para, por exemplo, a montagem de um plantel limitado que não dá ao treinador mais de uma opção para montar o time, que é o que Jerson Testoni sente hoje na pele. Além disso, o clube precisa achar outras formas de capitalizar. Neste ano, nas palavras do presidente Danilo Rezini, o clube conseguiu terminar o ano de forma relativamente tranquila em suas contas, graças, principalmente, à chegada na quarta fase da Copa do Brasil. Mas não dá pra contar com isso para 2021, já que não se sabe se o time chegará lá de novo.

Conseguindo o acesso ou não, o Brusque passou por uma série de problemas que tem que ser encarados como aprendizado. Se o time ficar na Série C, o mundo não acaba. Além do mais, e isso ninguém fala abertamente, o time não tem nem estádio pra jogar uma Série B com público, já que há exigência de 10 mil lugares. Só voltarei a falar de Arena Havan quando algo efetivamente acontecer. Hoje, o novo estádio se resume a uma maquete eletrônica. O calendário está completo. Mas o nível de exigência aumentou, e o melhor caminho para a evolução é ver onde está errado, olhar bons exemplos que temos ao nosso redor e crescer.

A todos nós, um Feliz Ano Novo.

 

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Brusque - SC
Atualizado às 17h04 - Fonte: Climatempo
27°
Muitas nuvens

Mín. 21° Máx. 28°

29° Sensação
18.5 km/h Vento
71% Umidade do ar
90% (10mm) Chance de chuva
Amanhã (26/01)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 21° Máx. 31°

Sol, pancadas de chuva e trovoadas.
Quarta (27/01)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 22° Máx. 34°

Sol, pancadas de chuva e trovoadas.
Ele1 - Criar site de notícias