Terça, 02 de Março de 2021
(47) 98909-6266
Esportes Blog do Rodrigo

Brusque vai dando adeus ao acesso pela falta de qualidade no ataque

Jerson Testoni parece não ter mais formas de fazer o time evoluir

26/12/2020 23h31 Atualizada há 2 meses
Por: Redação
Brusque vai dando adeus ao acesso pela falta de qualidade no ataque

O Brusque termina o ano sem vencer e, com mais um empate, termina o primeiro turno da segunda fase da Série C na última colocação do grupo, e fazendo um misero gol em pouco mais de 270 minutos. Muito pouco para um time que quer pensar em um acesso para a Série B. Pior: o técnico Jerson Testoni não tem conseguido encontrar soluções no plantel para fazer o time evoluir. Sequer queimou todas as trocas contra o Vila Nova. O máximo que fez foi colocar Jefferson Renan e recuar Edilson para a lateral, sacando João Carlos. O preço do plantel enxuto, e que perdeu peças com o bonde andando (Itinga, Alexsandro e, mais recentemente, meio que na surdina, Luan) e trouxe outras bem questionáveis (Índio e Dênis) está sendo cobrado. Garcez me enganou direitinho: pareceu promissor no início, mas hoje mostra que tem muito o que ser trabalhado.

Contextualizando o jogo: o Vila Nova tem uma defesa que lembra muito a da Chapecoense, com dois paredões na área (Rafael Donato e Adalberto) que exigem um ataque com mobilidade fora da área. O que se viu foi o contrário: muito chutão, lançamentos em velocidade para Edilson (de novo como ponta-direita) e excesso de bolas aéreas pra consagrar a defesa adversária. Foram dois lances de real perigo: um no primeiro tempo, num lançamento longo, e a bola de Ianson no final da partida, vinda de cruzamento. Muito pouco. Mas uma vez, Thiago Alagoano foi apagado pela marcação e a falta de um plano B na articulação (e a falta de banco mesmo), faz com que o time fique seriamente desequilibrado. Aí o adversário tem a bola e a defesa que se vire. Mais uma vez, o goleiro Ruan Carneiro fez uma grande partida. Definitivamente, não foi o "grande jogo" que o clube está bradando em suas redes sociais. Longe disso.

Agora, o time vai a Goiânia na semana que vem enfrentar o mesmo Vila. A primeira pergunta que faço é: como armar um time melhor, com problemas de reposição, para enfrentar uma zaga bem postada e uma marcação que sufoca todo o sistema de armação? O treinador não tem o que fazer, a não ser que tire um coelho da cartola. Pode vencer em uma situação de bola aérea como foi a chance de Ianson no final, mas aí estamos entrando na seara do fator sorte.

A situação é complicada e conspira contra o Brusque, que tem só mais um jogo em casa e vai precisar obrigatoriamente vencer um jogo longe da cidade. Se o acesso não vier, temos muito o que conversar sobre o time para 2021, que não foi devidamente reforçado nos setores mais carentes. E também precisamos falar sobre o treinador, que tem uma sequência grande sem vitórias e apostou tempo demais em uma convicção que não estava dando certo. Mas isso é assunto mais pra frente.

 

 

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Rodrigo Santos
Sobre Rodrigo Santos
O esporte catarinense em primeiro lugar, com informações e análises aprofundadas!
Brusque - SC
Atualizado às 04h53 - Fonte: Climatempo
20°
Muitas nuvens

Mín. 20° Máx. 28°

20° Sensação
4.9 km/h Vento
97.3% Umidade do ar
67% (12mm) Chance de chuva
Amanhã (03/03)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 20° Máx. 30°

Sol, pancadas de chuva e trovoadas.
Quinta (04/03)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 21° Máx. 28°

Sol com muitas nuvens e chuva
Ele1 - Criar site de notícias