Sexta, 07 de Agosto de 2020
(47) 98909-6266
Esportes Blog do Rodrigo

Com decretos e desencontros, Campeonato Catarinense ruma para um final sem desfecho

Governo do Estado surpreendeu a FCF e os Clubes, inviabilizando o final do Estadual 2020

24/07/2020 22h58 Atualizada há 2 semanas
Por: Redação
Com decretos e desencontros, Campeonato Catarinense ruma para um final sem desfecho

Foi surpresa geral: depois de ter amarrado um acordo até com certa rapidez, os clubes do Campeonato Catarinense, a FCF e a Secretaria de Saúde concordaram em autorizar o retorno dos jogos na próxima segunda-feira. Ia ter um "inquérito clínico", testagem completa dois dias antes dos jogos e uma janela que ainda permitiria decidir o título às vésperas do Campeonato Brasileiro. Eis que, numa sexta a noite, escondido em uma nota de rodapé dentro de uma matéria que falava da extensão da suspensão do transporte coletivo para mais três regiões, o Governo do Estado resolve botar tudo na estaca zero. E como amanhã é sábado, ninguém se encontra no Palácio e não há o que argumentar.

Minhas conversas com o presidente da FCF foram poucas e não quero ser advogado dele neste momento, mas entendo a sua frustração. Quando do cancelamento do jogo da volta das quartas, ele se reuniu com a Secretaria de Saúde. Aceitou o que foi proposto, avisou os clubes sobre as medidas, e fez todo mundo gastar em exames completos. Eu acredito que nem os médicos que trabalham em linha de frente do combate ao Covid-19 foram tantas vezes testados quanto esses profissionais. Aqui temos o primeiro problema: o que foi acordado não foi cumprido. Pior: a decisão foi anunciada no finzinho de uma nota. No mínimo, em negociações sérias, em problemas dentro de um acordo, haveria um contato preliminar da secretaria para as partes interessadas. Erro político de um Governo que sabe que pode não estar mais lá em pouco tempo. Aliás, diálogo é o que falta pra esse Governo.

A FCF vai tentar reverter. Num sábado, onde sabe-se-lá poderá encontrar alguém pra conversar decentemente e cobrar o que foi acordado em reunião. Já sabe que, se não conseguir, o Estadual 2020 será encerrado sem campeão nem rebaixado. Será um asterisco na história, como se ele simplesmente não tivesse acontecido. Triste para uns, que brigavam pelo título, e felicidade para outros que possívelmente não serão rebaixados. O Tubarão, que foi ao TJD implorar pelo cancelamento do campeonato, acabará permanecendo na primeira divisão com toda a incompetência de uma diretoria que deixou jogadores passando necessidade com os atrasos de salário. Por mais que neguem, ninguém me tira que a desculpa foi usada pra se salvarem. Afinal, começaram a treinar uma semana antes da data prevista do primeiro jogo. O Concórdia, valente que teria sua temporada encerrada em março, se mobilizou pra nada. Viajou pra Tubarão e voltou sem jogar, se manteve firme e se propôs a voltar ao Sul para jogar na segunda-feira, com um acordo encaminhado. Não vai jogar e deixa uma conta salgada pra ser paga pra frente.

Há clima pra volta do futebol? Primeiro, penso que o futebol é uma economia. Economia essa que foi proibida de trabalhar por um governo que deixa liberado o funcionamento de bares, restaurantes e, até não muito tempo atrás, o transporte coletivo. E pensando pelo lado da economia e da geração de empregos, os jogos de futebol com portões fechados reúnem beeeeem menos gente que um terminal de ônibus cheio às sete horas da manhã, ou até quem sabe, na montanha russa de um parque temático no litoral. Repito o que disse lá em cima: se tem alguém que foi exaustivamente testado, mais até que muito médico por aí, esses foram os profissionais do futebol. Eles seguiram as determinações, e acabam punidos numa notinha de rodapé. Mas tem outras coisas também que precisam ser discutidas: os campeonatos gaúcho e paranaense estão acontecendo com todas as manobras para que os jogos aconteçam, em cidades liberadas. Aqui isso não aconteceu. 

O Governo do Estado deu sua posição de falta de diálogo, e a bola só vai rolar no Estado, se eles quiserem, no Campeonato Brasileiro. Faltou conversa, faltou ser claro, faltou deixar de ficar trancado nos muros do palácio para criar uma situação boa para todos. E agora se criou uma situação onde vários clubes gastaram até o que não podiam para cumprir o regulamento de um torneio que vai ser jogado nos porões da história como o torneio que não terminou e ninguém foi rebaixado. O primeiro Estado a anunciar o retorno, deverá ser o primeiro entre os maiores a dizer que não vai ter campeão. Tem dirigente de clube que vai precisar de respirador pra dar conta do problema. Disso, nosso governo entende.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Rodrigo Santos
Sobre Rodrigo Santos
O esporte catarinense em primeiro lugar, com informações e análises aprofundadas!
Brusque - SC
Atualizado às 14h43 - Fonte: Climatempo
25°
Poucas nuvens

Mín. 16° Máx. 25°

25° Sensação
7 km/h Vento
56.4% Umidade do ar
0% (0mm) Chance de chuva
Amanhã (08/08)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 12° Máx. 25°

Sol com algumas nuvens
Domingo (09/08)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 14° Máx. 26°

Sol com algumas nuvens
Ele1 - Criar site de notícias