Home / Geral / IBPLAN fiscaliza placas irregulares de publicidade

IBPLAN fiscaliza placas irregulares de publicidade

A Coordenadoria de Fiscalização e a Coordenadoria de Placas do Instituto Brusquense de Planejamento (IBPLAN) realizam desde o início do ano campanha com o comércio central para o cumprimento a Lei Complementar 139/2008, referente à proibição de cartazes e placas de publicidade em calçadas, postes e muros. A medida visa garantir o deslocamento sem obstáculos dos pedestres e diminuir a poluição visual.

“Agora iniciamos a ação nos bairros. Esse trabalho também é importante para garantir acessibilidade aos deficientes físicos”, ressalta o coordenador de Fiscalização, Waldir da Silva Neto.

Em paralelo a fiscalização das placas de publicidade, são verificadas as ruas que estão sem placas identificação (logradouros). “Já temos uma lista com nomes de 120 ruas sem identificação, cuja informação foi repassada via ouvidoria e telefone ao IBPLAN. Agora verificamos a situação nos bairros para solucionarmos esta questão, visto que os moradores têm dificuldades no recebimento de correspondências e mercadorias”, explica o coordenador de placas Sidney Krieger.

Para o diretor presidente do IBPLAN, Rogério dos Santos, essas ações conjuntas realizadas pelos setores do Instituto são fundamentais para o bom atendimento da comunidade. “Em ambas as situações o munícipe pode nos contatar pelo telefone (47) 3251-1836 ou por meio da Ouvidoria pelo número 156. Contamos com a população para que nos auxilie por meio de denúncias”, ressalta.

As informações também podem ser repassadas pessoalmente. O horário de atendimento do IBPLAN é das 12h às 18h, no primeiro andar da Prefeitura.

Veja Também

Morre Severino Ferreira Fialho, aos 84 anos

Faleceu nesta terça (17), aos 84 anos de idade, o empresário Severino Ferreira Fialho. Ele ...

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.