Home / Geral / FUNDEMA e IMA intensificam fiscalização sobre mancha no rio Itajaí-mirim

FUNDEMA e IMA intensificam fiscalização sobre mancha no rio Itajaí-mirim

A Prefeitura de Brusque, por meio da Fundação Municipal do Meio Ambiente (Fundema), esclarece que, nas últimas horas, intensificou o trabalho de fiscalização em várias empresas da cidade, visando identificar as causas da mancha com alto teor de coloração escura que foram registradas nos dias 13 e 17 de julho no rio Itajaí Mirim.

A ação está sendo feita em conjunto com o Instituto do Meio Ambiente (IMA) de Santa Catarina (antiga Fatma), integrando os órgãos ambientais municipal e estadual. Algumas empresas deverão apresentar documentações e prestar esclarecimentos, dos quais, poderão surgir as suspeitas dos danos ambientais. Ainda nesta terça-feira (17), fiscais do IMA estiveram em Brusque auxiliando a Fundema no trabalho de identificação e fiscalização.

Sobre as análises químicas no momento do derrame, foram constatados que, apesar do grave impacto da mancha escura no manancial, não houve elevados graus de elementos tóxicos da água. O Serviço Municipal de Água, Saneamento Básico e Infraestrutura (Semasa) de Itajaí, autarquia que trata e distribui água utilizando o rio Itajaí Mirim, informou que não houve paralisação do tratamento, sendo que as manchas foram dissipadas antes do ponto de captação.

“Ainda não identificamos os poluidores e nenhuma empresa foi multada em flagrante, mas nossa investigação continua e queremos o mais breve dar uma resposta para a sociedade. A preocupação com o meio ambiente em que vivemos é uma responsabilidade de todos”, comenta Paulo da Silveira Mayer, diretor da Fundema.

Veja Também

Morre Severino Ferreira Fialho, aos 84 anos

Faleceu nesta terça (17), aos 84 anos de idade, o empresário Severino Ferreira Fialho. Ele ...

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.