Home / Saúde / Vacina contra a gripe será liberada para toda população a partir de segunda

Vacina contra a gripe será liberada para toda população a partir de segunda

A Campanha de Vacinação contra a gripe exclusiva para os grupos prioritários acaba nesta sexta feira, 31. A partir de segunda-feira, 3 de junho, todo a população catarinense poderá procurar as unidades de saúde, nos municípios que ainda possuem doses disponíveis, para tomar a vacina contra a doença. A medida segue orientação do Ministério da Saúde (MS). No entanto, as doses que serão utilizadas são as que restaram da Campanha, ou seja, não haverá envio de novas doses.

Em Santa Catarina, a cobertura vacinal entre os grupos prioritários está em 77,71%. A meta estabelecida pela Ministério de Saúde é de vacinar, pelo menos, 90% dessa população formada por: gestantes, mães até 45 dias após o parto, crianças entre seis meses a menores de seis anos, idosos com mais de 60 anos, indígenas, professores da rede pública e privada, trabalhadores de saúde, pessoas com comorbidades, funcionários do sistema prisional, população privada de liberdade e profissionais das forças de segurança e salvamento.

A escolha dos grupos prioritários segue recomendação da Organização Mundial da Saúde (OMS), pois os representantes têm mais chances de ter complicações e até morrer em decorrência da gripe. Lia Quaresma Coimbra, gerente de imunização da DIVE/SC, vinculada à Superintendência de Vigilância em Saúde, ressalta a importância de alcançar a meta de 90% entre o público-alvo: “Os casos de gripe, na maior parte das vezes, são leves e se resolvem sem sequelas, mas nos grupos prioritários o caso pode complicar, gerar outras doenças e até mesmo levar à morte. Isso nos preocupa”.

Cobertura Vacinal Gripe (atualizada 30.05.2019)

– crianças (6 meses a menores de 6 anos): 71,17%
– gestantes: 66,76%
– trabalhadores da saúde: 67,83%
– mães até 45 dias após o parto:86,62%
– povos indígenas: 87,80%
– idosos com 60 anos ou mais de idade: 95,09%
– professores: 84,67%
– portadores doenças crônicas e condições especiais: 66,10%
– população privada de liberdade: 59,16%
– funcionários do sistema prisional: 49,31%
– profissionais das forças de segurança e salvamento: 36,49%
Cobertura total: 77,71%

Segundo o último boletim divulgado pela DIVE/SC, até o dia 24 de maio de 2019, foram confirmados 66 casos de influenza em Santa Catarina: 53 pelo vírus A (H1N1), 11 pelo vírus A (H3N2), um aguardando subtipagem, e um pelo vírus Influenza B. 

Os municípios que apresentaram casos confirmados foram: Blumenau e Chapecó com 10 casos cada; Florianópolis com 7; Joinville com 6 casos;  Brusque, Itajaí e Jaraguá do Sul, com 3 casos cada; Balneário Camboriú, São José e Tubarão, com 2 cada; Armazém, Biguaçu, Braço do Norte, Camboriú, Criciúma, Flor do Sertão, Itaiópolis, Jacinto Machado, Lages, Maravilha, Navegantes, Palhoça, Penha, Pomerode, São Francisco do Sul, São João Batista, Tunápolis, com um caso cada; e um caso de paciente residente em São Paulo, mas que foi atendido em Santa Catarina. 

No mesmo período, foram confirmadas cinco mortes, todas pelo vírus influenza A (H1N1). Os cinco apresentaram algum fator de risco para o agravamento da doença. Um homem, de 52 anos, morador de Tubarão (portador de diabetes mellitus); uma mulher, de 79 anos, moradora de Blumenau (portadora de diabetes mellitus e doença neurológica crônica); uma mulher, de 48 anos, moradora de Jaraguá do Sul (portadora de diabetes mellitus e pressão alta); um homem, de 54 anos, morador de Brusque (tinha pressão alta e era fumante); uma mulher, 67 anos, morador de São Francisco do Sul (paciente tinha diabetes mellitus e doença renal crônica).

Veja Também

Estoque de vacina contra a Gripe esgota nos postos de saúde

A Prefeitura de Brusque, por meio da Secretaria de Saúde, informa que já não possui ...

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.