Home / Saúde / Semana de Combate a Dengue tem ações em escolas, cemitérios e locais públicos

Semana de Combate a Dengue tem ações em escolas, cemitérios e locais públicos

O combate ao mosquito Aedes Aegypti, ação que é desempenhada pelo Programa de Combate a Endemias da Secretaria de Saúde de Brusque, foi intensificado entre os dias 26 e 30 de novembro – na Semana de Mobilização contra a Dengue.
As ações tiveram como foco a atuação em três frentes: mutirão de limpeza de vários cemitérios da cidade; orientação à população em pontos estratégicos; e uma programação especial no Centro de Educação Infantil (CEI) Noêmia Fialho I, no centro da cidade.
A turma de 22 alunos da professora Valdete Rodrigues recebeu orientações sobre o  combate da proliferação do mosquito e, também, participou de atividades educativas e de formação de agentes multiplicadores.
“Nós formamos 22 alunos como agentes mirins de combate ao Aedes Aegypti, um trabalho que começou em abril e teve seu encerramento agora, com a entrega de certificados. Além disso, os alunos realizaram visitas na vizinhança do CEI, acompanhados pelos agentes de endemias, para fiscalizar a situação sobre água parada”, comenta a coordenadora do programa de Combate a Endemias, Letícia Figueiredo.
A orientação à população em geral também foi intensificada em três pontos da cidade: na Praça da Cidadania, na Praça Barão de Schneeburg e nas imediações de dois shoppings lojistas na rodovia Antônio Heil. Nos locais, os técnicos distribuíram material educativo e orientaram a comunidade sobre o combate ao mosquito.
Cemitérios
A fiscalização dos agentes de combate à dengue visitou sete cemitérios entre segunda e sexta-feira: Águas Claras, Dom Joaquim, Paquetá, Parque da Saudade, Nova Brasília, Santa Terezinha e Evangélico.
Sempre procurando por vasos e outros objetos que podem reter água – espaço ideal para proliferação de mosquitos – os agentes atuaram no recolhimento e destinação correta desse material. Por ano, em média, três mutirões são realizadas em cada cemitério, visando identificar possíveis criadouros dos mosquitos.
Letícia explica que mesmo com todo o trabalho de divulgação na sociedade, ainda é corriqueiro encontrar muitos recipientes que podem acumular água, inclusive os vasos com flores artificiais enrolados com plásticos.
“Com a chegada do verão e do período com maior chuva, devemos redobrar a atenção e a fiscalização, evitando doenças como a dengue, febre amarela, zika vírus e chikungunya”, finaliza.

Veja Também

COREN empossa Comissão de Ética do Hospital Azambuja

Representantes do Conselho Regional de Enfermagem de Santa Catarina (COREN) estiveram na tarde de ontem ...

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.