Home / Saúde / Prefeitura recebe sindicalistas para reunião sobre Unidades Básicas de Saúde

Prefeitura recebe sindicalistas para reunião sobre Unidades Básicas de Saúde

O prefeito de Brusque, Jonas Oscar Paegle, acompanhado do secretário municipal de Saúde, Humberto Fornari, se reuniu durante a tarde desta quarta-feira (28) com integrantes do Fórum Sindical de Trabalhadores de Brusque e Região. Durante a reunião, o governo recebeu das entidades representativas um relatório contendo dados sobre visitas a quatro unidades básicas de saúde (UBSs).

Aos sindicalistas, Fornari ressaltou que vê com bons olhos a iniciativa do fórum em realizar comitivas e levantamentos sobre a situação dos equipamentos públicos de saúde no município de Brusque, desde que seja para contribuir e apresentar, além dos questionamentos, sugestões para a melhoria da prestação dos serviços à população.

Um dos principais assuntos abordados na ocasião foi uma suposta falta de insumos básicos nos postos. Para o secretário de Saúde, todas as demandas médias das unidades estão sendo atendidas. Porém, casos isolados podem ter acontecido, até mesmo por conta da implementação do novo almoxarifado da secretaria municipal e, também, da informatização do sistema utilizado na repartição, iniciativas que visam melhorar a logística de entrega e pedidos de suprimentos.

“Como é uma transição, pode ter trazido alguns casos de falta de material, ou como a gente muito viu, algumas UBSs com excessos de materiais. Até isso se organizar de uma maneira que tudo ocorra na mais perfeita ordem, pode levar alguns meses. ‘O andar da carruagem é que vai ajeitando as melancias’”, ressalta Humberto. “Queremos frisar que a gestão agora é informatizada. Hoje, uma agulha que esteja na UBS, está discriminada no almoxarifado através deste novo sistema de informação. Isso nos traz segurança de que os objetos não estão faltantes”.

Convênios

Uma possível renovação de convênios entre a Prefeitura de Brusque e os sindicatos laborais também foi tema de discussão no encontro desta quarta. Conforme o secretário municipal de Saúde, o governo não é contrário às parcerias, porém, é preciso que se encontrar uma forma legal do ponto de vista jurídico.

“É ilegal porque fere um princípio básico do SUS, que é a universalidade do atendimento, ou seja, eu tenho que ter a porta aberta dentro do sistema. Quando a gente fala em cotas, estamos fazendo uma distribuição de dinheiro público, reservando para um público-alvo, o que é proibido. É preciso que haja uma moeda de troca, para que seja verdadeiramente um convênio”, finaliza.

O prefeito Jonas agradeceu a presença das lideranças sindicais, e ressaltou que as portas sempre estarão abertas para que seja mantido o diálogo entre o poder público e os sindicatos. “Temos a plena certeza de que todos estão bem intencionados e querendo defender nossa população de Brusque”.

Veja Também

Hospital Azambuja realiza cirurgia inédita na região

A equipe de médicos do Hospital Azambuja realizou, na última sexta, 14, uma cirurgia inédita ...

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.