Home / Geral / Prefeitura diz que aguardará Câmara para resolver caso dos ambulantes

Prefeitura diz que aguardará Câmara para resolver caso dos ambulantes

A prefeitura de Brusque aguarda a apreciação de um projeto de Lei que foi enviado em junho de 2017 pelo Poder Executivo a Câmara de Vereadores sobre a regulamentação da atividade de venda de alimentos em veículos e carretinhas. Hoje não existe nenhuma legislação que permita esta atividade em espaços públicos.

Na tarde desta terça-feira (5) em uma reunião com os ambulantes que atuam na região central da cidade, a prefeitura de Brusque estipulou que esse tipo de comércio poderá atuar de forma provisória após as 22h até que a Lei seja apreciada pelo legislativo. A medida visa salvaguardar os espaços públicos, como estacionamento e calçadas para a população em geral, já que há várias reclamações de comerciantes e da própria comunidade em relação a esse tipo de comércio. Em alguns casos cadeiras, mesas e o estacionamento de veículos e carretinhas onde são preparados os alimentos, começam às 17h.

A prefeitura de Brusque também já recebeu inúmeras solicitações de entidades como a Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL), Sindicato do Comércio Varejista (Sindilojas) e Associação Empresarial de Brusque (ACIBr) para que houvesse uma fiscalização mais intensa e a solicitação do cumprimento da legislação desses ambulantes.

Segundo Procurador-geral do Município, Edson Ristow, que participou da reunião, até a aprovação ou não da Lei, essa categoria de ambulantes poderá atuar de forma precária e transitória após as 22h. “Nós da prefeitura e os ambulantes, estamos aguardando a manifestação da Câmara de Vereadores para regularização e regulamentação dessa atividade”.

Veja Também

Assistência Social faz abordagem a moradores de rua

A Secretaria de Assistência Social e Habitação de Brusque realizou na manhã desta segunda-feira (18) ...

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.