Home / Policia / Por ciúme, marido matou esposa por estrangulamento

Por ciúme, marido matou esposa por estrangulamento

A Divisão de Investigações Criminais da Polícia Civil de Brusque anunciou, na noite desta segunda (22) o fim do mistério que cercava a morte de Elisiane Raquel Gomes do Amaral, de 38 anos, que foi encontrada morta usando apenas roupas íntimas, na Estrada Geral da Fazenda.

Segundo o delegado Alex Bonfim Reis, o marido da vítima, Ademar do Amaral, de 42 anos, assassinou a esposa por estrangulamento através de uma corda que foi apreendida e apresentada à imprensa.

O delegado afirmou que Amaral matou Elisiane por ciúmes. Eles teriam ido a um bailão no município de Gaspar e, segundo o autor, a esposa teria dançado com outros homens, o que lhe teria revoltado. Ao voltar à Brusque, o casal deixou uma amiga em casa e voltou para sua residência. Foi quando aconteceu uma forte discussão. Ademar pegou uma corda e estrangulou a esposa, levando-a à morte. Ele arrastou o corpo até o carro, jogou o pijama de Elisiane na via pública e a abandonou na rua da Fazenda. Na volta para casa, jogou os carpetes do carro na rua e começou a mandar mensagens para o Whatsapp da vítima, a fim de simular uma preocupação com seu desaparecimento.

Ademar do Amaral se apresentou à Polícia na tarde de hoje, e permanecerá em liberdade até que haja um pedido de prisão preventiva, o que não foi descartado pelo delegado.

Assista à matéria completa nesta terça, no Jornal de Brusque.

Veja Também

Suspeito guardava drogas em guarda-volumes de supermercado

Na tarde desta quarta (20), uma guarnição do PPT abordou um homem na Av. Getúlio ...

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.