Home / Saúde / Hospital Azambuja faz balanço das atividades no primeiro semestre

Hospital Azambuja faz balanço das atividades no primeiro semestre

O Hospital Azambuja reuniu a imprensa de Brusque e região durante a manhã desta terça-feira, 10 de julho, para uma coletiva de imprensa acerca do balanço das principais atividades realizadas pela casa de saúde no primeiro semestre de 2018.

Antes de falar sobre as ações, o administrador da entidade hospitalar, Evandro Roza, demonstrou em números como está posicionada a entidade hospitalar atualmente. Hoje, são 451 funcionários e 154 leitos. Na equipe médica, são 20 plantonistas de sobreaviso, 31 plantonistas presenciais, 20 plantonistas no Pronto Socorro, 20 plantonistas no Ambulatório Adulto, quatro plantonistas no Ambulatório Pediátrico e quatro radiologistas, totalizando 110 profissionais.

Após a breve introdução, durante aproximadamente 40 minutos, o gestor discorreu sobre diversas realizações e melhorias da instituição na primeira metade do ano, tanto no atendimento à população, quanto na estrutura física.

Dentre elas, o ambulatório ortopédico anexo à Clínica Ortocentro. Funcionando desde março, a novidade traz mais comodidade à população, já que diariamente são realizados cerca de 100 atendimentos ortopédicos e ou traumatológicos na unidade. O novo espaço para procedimentos ambulatoriais como endoscopia e colonoscopia também foi assunto abordado durante a coletiva.

Durante o encontro realizado no auditório do Hospital Azambuja, também foram anunciados planos para a criação de um ambulatório de urologia, iniciativa que partiu do próprio corpo clínico da casa e foi endossada pela administração, que já planeja a contratação de mais profissionais médicos para atuarem no espaço.

E por falar em planos, a UTI Neonatal e atendimento às Gestantes de Alto Risco também faz parte das intenções do Hospital Azambuja para os próximos anos. Conforme o administrador, conversas constantes com o estado estão sendo mantidas em busca da realização da bandeira histórica da casa de saúde.

Segurança

Os profissionais de comunicação de Brusque e região também tomaram conhecimento sobre investimentos de mais de R$ 60 mil realizados pelo hospital, em parceria com a paróquia e o seminário situados em Azambuja, para a instalação de diversas câmeras de segurança em todo o complexo.

A ação se fez necessária em decorrência do aumento na incidência de crimes nas imediações do hospital. Em convênio com a Polícia Militar, todas as imagens do sistema de monitoramento poderão ser acompanhadas ao vivo na Central de Operações da Polícia Militar (Copom).

Nova torre

Um dos destaques da apresentação do gestor do hospital foi o plano diretor que prevê, em um prazo de cinco anos, a construção de uma nova e moderna torre para ampliar os atendimentos e serviços voltados para a comunidade de Brusque e região.

“Estamos falando de um investimento de mais de R$ 20 milhões, mas quando se trata da área da saúde, não é nada estratosférico. Acredito que em cinco anos isso possa se tornar realidade. Nosso próprio pronto socorro já está um pouco pequeno e acreditamos que essa nova estrutura é viável para aumentar a capacidade do hospital”, comenta o administrador.

O plano de reestruturação do Hospital Azambuja, também prevê a construção de quatro unidades de alto padrão (suítes) e quatro unidades privativas (apartamentos) nos próximos meses.

Campanha Celesc

Anunciada em junho, a campanha do Hospital Azambuja que visa arrecadar doações da comunidade para, aos poucos, ir honrando os compromissos financeiros existentes junto às Centrais Elétricas de Santa Catarina (Celesc), vem crescendo diariamente. Em quinze dias no mês de Junho, já são cerca de R$ 6 mil mensais doados pela comunidade, valor que é descontado diretamente na fatura da energia elétrica.

“A receptividade está sendo positiva. Nós começamos a fazer esse contato com a base de dados existente no hospital e aos poucos a gente vai reforçando essa campanha. Eu acredito que – pela visibilidade e o respeito que as pessoas têm pelo Hospital Azambuja – irá superar nossas expectativa”, finaliza Roza.

Explantes e hemodinâmica

Ao final da reunião com a imprensa, o diretor clínico recém-empossado no Hospital Azambuja, Eugênio José Paiva Maciel, que também é chefe da Unidade de Tratamento Intensivo (UTI), destacou a realização de explantes na unidade, fato que desde outubro de 2017 se tornou uma rotina já consolidada, em busca de uma nova vida para pessoas que precisam de transplantes de órgãos.

Maciel ressaltou também o processo de hemodinâmica, estudo, diagnóstico e tratamento de doenças cardiovasculares e neurológicas por meio da corrente sanguínea, com a utilização de introdutores, cateteres e guias. Através de exames invasivos, o procedimento pode salvar vidas, já que age de maneira rápida nas causas e efeitos de males como infartos, por exemplo.

O plano diretor do hospital prevê a disponibilização da hemodinâmica também para os atendimentos do Sistema Único de Saúde (SUS), fato que será considerado um “divisor de águas” para a instituição.

 

Veja Também

Brusque supera meta da campanha de vacinação contra Polio e Sarampo

A Campanha Nacional de Vacinação contra Sarampo e Poliomielite encerrou na sexta-feira (31) e Brusque ...

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.