Home / Geral / Fundema fala sobre manchas escuras no rio Itajaí-mirim

Fundema fala sobre manchas escuras no rio Itajaí-mirim

Na manhã desta terça (17), um aviso do Semasa, entidade que presta serviço de distribuição de água em Itajaí, gerou um alerta na cidade. A empresa recebeu um aviso do Samae, em Brusque, de que uma grande mancha escura apareceu no Rio Itajaí-mirim, podendo afetar o tratamento de água na cidade vizinha.

A mancha era formada por efluentes industriais indevidamente jogados no rio. A Fundema, em nota divulgada nesta tarde, prometeu investigar o caso, mas diz que enfrenta problemas estruturais para efetuar uma fiscalização mais intensa nas empresas que despejam poluentes diretamente nas águas do Itajaí-mirim.

Confira a nota:

A respeito das manchas escuras no rio Itajaí Mirim, a Fundação Municipal do Meio Ambiente (Fundema) de Brusque esclarece:

A instituição trabalha desde sexta-feira (13) junto ao Samae na fiscalização de dois vazamentos/descartes de efluentes industriais, provavelmente oriundos de tinturaria ou lavanderia. A primeira ocorrência foi no bairro Dom Joaquim, antes da captação de água do Samae e provocou interrupção na coleta de água do município. Por este motivo o Serviço Municipal de Água, Saneamento Básico e Infraestrutura (Semasa) de Itajaí também foi comunicada do ocorrido.

A segunda situação ocorreu nesta terça-feira (17) próximo à Unifebe. Neste caso a Semasa foi comunicada novamente. A Fundema segue promovendo vistorias e coletas de amostras que possam auxiliar na identificação dos responsáveis, bem como, buscará mensurar os danos ambientais causados para promover repreensões adequadas a elevada gravidade da situação.

Destaca-se que a Fundema, junto ao Instituto do Meio Ambiente de Santa Catarina (IMA), mantém contínua fiscalização sobre as atividades potencialmente poluidoras e os descartes irregulares, que acontecem principalmente no período de chuvas e cheias; promovendo as notificações e autuações pertinentes.

O problema dos descartes irregulares de efluentes industriais no rio Itajaí Mirim, por condutas culposas e dolosas, é notoriamente de reincidência histórica e de dificílima fiscalização, entretanto, a Fundema segue buscando com afinco, no limite de suas forças de fiscalização, inibir (em atuação preventiva) e coibir (em atuação corretiva/punitiva) tal prática. Até que a valorização do rio alcance todos os setores da sociedade.

Veja Também

Empresários se unem em prol de centro de hemodinâmica no Hospital Azambuja

Os empresários de Brusque, em conjunto com Luciano Hang, dono do grupo Havan, estão unidos ...

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.