Home / Saúde / COREN empossa Comissão de Ética do Hospital Azambuja

COREN empossa Comissão de Ética do Hospital Azambuja

Representantes do Conselho Regional de Enfermagem de Santa Catarina (COREN) estiveram na tarde de ontem (13) em Brusque, para empossar a comissão de ética do Hospital Azambuja. A comissão é um órgão representativo do Coren nas questões éticas dos profissionais de enfermagem, que tem como finalidade a orientação, a conscientização, o assessoramento, a emissão de pareceres e a compilação de fatos relacionados ao exercício ético-profissional da categoria na instituição.

“O profissional de enfermagem não trabalha somente com máquinas e aparelhos, mas sim, acima de tudo é o ser humano. E o ser humano, exige o respeito e a dignidade, então o profissional de enfermagem precisa conhecer e aplicar isso na prática do dia a dia. Ele não pode fazer distinção, tem que tratar o paciente com amor, carinho e respeito, tudo norteia o código de ética”, destaca a gerente de enfermagem do Hospital Azambuja, Irmã Neuza Claudete dos Santos.

De acordo com o Padre Nélio Roberto Schwanke, diretor administrativo do Hospital Azambuja, “a instalação da comissão de ética marca uma época histórica aqui do hospital, pois a comissão vai mostrar como eticamente o funcionário deve agir e também aquilo que deve ser evitado e o que de bom ele tem. Penso que a comissão é importante na vida das pessoas para poder resgatar os valores que, de repente, foram perdidos”.

A comissão de ética em enfermagem do Hospital Azambuja é formada por seis profissionais da unidade que foram empossadas nesta terça-feira e, em seguida, já participaram de uma reunião com a coordenadora da comissão de ética do Coren, Maria do Carmo Vicensi.

Segundo a coordenadora do Coren, a comissão de ética do Azambuja, vem fortalecer toda a equipe de enfermagem, a coordenação, os diretores do hospital e em especial os usuários dos serviços prestados na unidade.

“Quando a gente pensa na questão ética, nos estamos indo além do ter que fazer, além da técnica, então é uma questão filosófica. A ética vem antes da profissão e é eterna, então os benefícios que a comunidade tem é uma enfermagem cada vez mais comprometida com o fazer, com o procedimental  e com as questões filosóficas, de respeito.  Questões morais e éticas que respaldam a profissão”, lembra Maria do Carmo Vicensi.

Veja Também

Novos profissionais do programa Mais Médicos começam a atuar até o dia 14 de dezembro

A Prefeitura de Brusque já recebeu confirmação do Ministério da Saúde de que as duas ...

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.