Home / Esportes / Carlos Renaux força a prorrogação, mas acaba eliminado da Série C do Catarinense

Carlos Renaux força a prorrogação, mas acaba eliminado da Série C do Catarinense

Com muito brio e jogando melhor que o adversário nos dois jogos, o Carlos Renaux honrou o manto tricolor em seu retorno ao futebol profissional. Mesmo assim, a gritante superioridade técnica sobre o Itajaí não se refletiu no placar e a equipe deu adeus ao sonhado acesso à Série B do Campeonato Catarinense.

Jogando no estádio Roberto Santos Garcia, em Camboriú, os times empataram em 1 a 1 no tempo normal, mas a equipe itajaiense garantiu a vaga na prorrogação, ao segurar o empate que classificou o time do litoral em razão da melhor campanha na primeira fase.

O Itajaí agora enfrenta o Próspera na grande decisão. A equipe de Criciúma eliminou o Caçador na outra semifinal.

O Carlos Renaux dominou os 45 minutos iniciais, mas finalizava pouco à meta do goleiro Edmar. A equipe rondava bastante à meta, mas tinha dificuldades novamente na última bola. Na melhor chance, Willian arriscou de fora da área, a bola quicou e por pouco o goleiro não aceitou. O time ainda teve outra oportunidade em chute de Thiago Cristian, por cima, e de Fabinho, travado pela zaga.

Mas foi o Itajaí, que até então não havia chegado nenhuma vez à meta defendida por Nathan, que conseguiu o gol, aos 35 minutos. Após o próprio jogador do Renaux se perder com a bola e ceder um escanteio ao time itajaiense, Bruno Andrade subiu mais algo que toda a zaga para inaugurar o placar: 1 a 0.

No segundo tempo, o Vovô fez uma pressão insuportável em cima do rival, mas cansou de perder gols. A entrada de Daniel Bahia na vaga de Luizinho, no intervalo, fez com que o time criasse inúmeras chances de gol. Em cinco minutos, já haviam sido pelo menos três oportunidades. Em dois dos lances, Edmar fez defesas espetaculares. Aos 10, o Itajaí assustou em cabeçada por cima de Jean Carlos.

Mas era o tricolor que dominava totalmente a partida. No entanto, o time seguia perdendo chances inacreditáveis. Foram várias até os 30 minutos. Fabinho, e depois Alisson, chegaram a perder gols cara a cara com o goleiro.

A pressão era total até que, enfim, num lance dramático, já no apagar das luzes, aos 43 minutos, a equipe chegou a gol. Fabinho recebeu dentro da área e tocou por cima de Edmar. Dois zagueiros do Itajaí chegaram juntos para tirar o gol, mas a bola entrou: 1 a 1 e muita festa da torcida tricolor nas arquibancadas.

O empate em 1 a 1 levou o jogo para prorrogação. Por ter melhor campanha, o Itajaí jogava pelo empate. A etapa inicial do tempo extra começou equilibrada, com os dois times buscando o gol. Mas a única grande chance do primeiro tempo foi do Vovô, em cobrança de falta de Athos. A bola ia no ângulo, mas Edmar, o nome do jogo, outra vez salvou o Itajaí ao fazer uma defesa fantástica.

Na etapa final, a pressão ficou toda por conta dos brusquenses, que ainda precisavam de um gol para avançar a final. Masno Itajaí era perigoso nos contragolpes. O coração do torcedor tricolor se desesperou quando Jean Carlo apareceu livre na cara de Nathan e mandou no cantinho. A bola que ia entrando foi tirada pela zaga tricolor quase em cima da linha. Depois, o time mandante se aproveitou da vantagem, o Renaux tentou uma pressão, mas muito desgastado pela intensidade da partida, não conseguiu chegar ao gol salvador.

O time ainda teve o goleiro Nathan expulso no último minuto e deu adeus, de forma honrosa, a sua participação na Série C.

Veja Também

Final do Municipal amador terá ingresso solidário

Com os finalistas do Campeonato Municipal de Futebol Amador definidos, a Prefeitura de Brusque trabalha ...

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.